Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Horas Extraordinárias

As horas que passamos a ler.

19
Mar12

Personalidades duplas

Maria do Rosário Pedreira

O músico e intérprete Gilberto Gil foi, como todos sabem, ministro da Cultura do Brasil no primeiro governo de Lula da Silva. Mas, se a memória não me engana, numa entrevista que deu a uma televisão portuguesa disse que, embora tivesse tido de abrandar a actividade artística, nunca deixou de dar concertos dentro e fora do seu país. O «meu» autor Mário Lúcio Sousa, actual ministro da Cultura de Cabo Verde, é também músico, mas, assim que tomou posse, anunciou que, durante o tempo em que estivesse a exercer o cargo, a música ficaria, infelizmente, de lado; pensei que também a sua veia de escritor estivesse impedida de sangrar, mas, quanto a isso, não houve alterações – e sei-o porque recentemente me comunicou ter terminado mais um romance. Ora, numa edição do semanário Expresso, naquela secção em que as pessoas são reduzidas a setas para cima e para baixo, o nosso Secretário de Estado da Cultura levou uma flechada das más por ter aceitado um convite para participar enquanto escritor no Festival Literário da Madeira (aonde, aliás, não foi). Esta questão das personalidades com vidas duplas parece criar dificuldades aos próprios e aos alheios. Será, porém, lícito pedir a alguém que se esqueça de uma das suas facetas – quiçá a permanente – só porque aceitou um cargo político? Ou até pode continuar a escrever e a cantar, desde que não se mostre ao público?

21 comentários

Comentar post

Pág. 1/2