Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Horas Extraordinárias

As horas que passamos a ler.

19
Set12

Fado para pequeninos

Maria do Rosário Pedreira

No próximo fim-de-semana estará disponível nas livrarias um livro que escrevi para os leitores mais novos, ilustrado por esse superior artista que é João Fazenda. Chama-se A Minha Primeira Amália e foi a minha resposta a um convite para apresentar a nossa maior fadista de sempre a quem nasceu já depois da sua morte. Para dizer a verdade, eu – que ouço fado desde pequena e até me atrevo a escrever letras para alguns fadistas – também não conhecia suficientemente bem a vida desta grande senhora que levou o fado ao mundo, foi capaz de nele introduzir mudanças marcantes e contribuiu decisivamente para que, depois da sua passagem pela vida, ele fosse considerado Património Imaterial da Humanidade. Tive, por isso, de ler biografias e muitas outras coisas e, com cuidado, seleccionar os factos que se poderiam revelar atraentes e informativos para as crianças. Não sei se fiz um bom trabalho, embora tenha dado o meu melhor. João Fazenda foi, no entanto, o génio que gostaria de ter ao meu lado nesta aventura, ilustrando brilhantemente o texto. Se tem miúdos em casa, já lhes pode dizer quem foi Amália.

 

 

8 comentários

Comentar post