Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Horas Extraordinárias

As horas que passamos a ler.

31
Jul10

Livros para férias

Maria do Rosário Pedreira

Este blogue vai de férias por uns tempos, porque eu vou de férias amanhã e, enfim, se levar comigo o blogue, não descanso o que tiver de descansar. Admito, porém, que não vou provocar grandes saudades aos leitores de Horas Extraordinárias, uma vez que a maior parte deles irão também de férias este mês – e, se ficarem agarrados à leitura de blogues, não aproveitarão para fazer outras leituras mais interessantes. Antes deste interregno, porém, quero dizer que nas férias se pode ler de tudo, e não, como às vezes nos querem fazer crer, apenas coisas levezinhas com praias como pano de fundo e histórias contentinhas como argumento. Eu, desde logo, vou com um calhamaço atrás: chama-se O Viajante do Século e foi escrito pelo argentino Andrés Neumann. Li as primeiras cinquenta páginas para me certificar de que queria mesmo levá-lo comigo e estou quase certa de que não me arrependerei. Com esse, levo também o romance de Herta Müller, Tudo o Que Eu Tenho Trago Comigo, recentemente publicado pela Dom Quixote, de que ouvi maravilhas a pessoas em quem confio. E, como não podia deixar de ser, um original de um jovem autor (que me pareceu bastante promissor quando o «apalpei» – ao original, entenda-se). A meio do mês, virei a Lisboa passar uma semana de trabalho e, nessa altura, conto recolher outras leituras e partilhá-las aqui. Boas férias!

11 comentários

Comentar post