Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Horas Extraordinárias

As horas que passamos a ler.

30
Ago10

De volta

Maria do Rosário Pedreira

Estou de volta das minhas horas extraordinárias de descanso e leitura. Foram três semanas de férias interrompidas por uma semana de trabalho (a terceira de Agosto) e um mês inteirinho sem blogue, descontando um post que escrevi no dia 19, tão contente estava por ter conseguido devorar mil e tal páginas em quinze dias. E, embora tenha levado comigo alguns originais que aguardavam leitura na minha secretária (e isso, claro, também é trabalho), a verdade é que há muitos anos não tinha a sensação de ter estado tantos dias longe das actividades profissionais sem me sentir culpada. Claro que nesta última semana não foi possível manter a média. O Manel e eu fomos de férias com as nossas mães (duas adoráveis senhoras com mais de oitenta e cinco anos) e, embora elas não façam exigências, nós exigimos passar tempo com elas e, muitas vezes, preferimos ouvi-las a ler (até porque livros teremos sempre, e mães não). De qualquer modo, no meu caso, foram mais umas duzentas e cinquenta páginas (duas novelas, uma não publicada); no caso do Manel, a média desceu imenso esta semana, mas estou convencida de que a culpa foi mais das sestas do que das nossas senhoras. E pronto, agora é olhar para a frente e ser de novo editora a tempo inteiro, que mil coisas me esperam na secretária da Leya. E, evidentemente, dar conta das minhas leituras de Verão aqui mesmo, já esta semana.

6 comentários

Comentar post