Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Horas Extraordinárias

As horas que passamos a ler.

30
Jun16

Bons prenúncios

Maria do Rosário Pedreira

Durante a mais recente edição da Feira do Livro de Lisboa, tivemos uma série de «convidados especiais». Numa iniciativa da diplomacia portuguesa com a colaboração da Associação Portuguesa de Editores e Livreiros, vieram visitar a feira e aproveitar para falar com vários editores portugueses uma dúzia de editores estrangeiros, entre alemães e ingleses, que publicam nos seus países obras traduzidas. A verdade é que a maior parte deles nunca publicou literatura portuguesa e conhecia muito pouco além de Saramago e Pessoa; outros, porém, como o editor da alemã Suhrkamp, já deu à estampa no seu país muitíssimos escritores lusos, entre os quais, para minha alegria, João Ricardo Pedro. O balanço foi muito positivo: enfrentando tardes de calor tórrido depois de deixarem o seu país com apenas 15 graus, alguns destes editores aguentaram uma tarde inteira de reuniões, nas quais lhes foi apresentada a literatura portuguesa contemporânea e propostos bastantes títulos que se pensa serem suficientemente universais para funcionarem nos mercados britânico ou germânico. Agora vão ter de analisar todas essas sugestões e ver se de facto decidem publicar uma ou outra nos seus catálogos. O interesse foi genuíno, resta-nos dar tempo ao tempo e, claro, ter esperança. Uma boa iniciativa que oxalá se repita para o ano com editores de outros países.