Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Horas Extraordinárias

As horas que passamos a ler.

21
Set10

O amor

Maria do Rosário Pedreira

Na semana passada, aconteceu-me no mesmíssimo dia assistir a duas esplêndidas declarações de amor. Uma delas foi a entrevista de Pilar del Río, viúva de Saramago, a Constança Cunha e Sá na TVI 24: brilhante, forte e comovente. A outra, um agradecimento de Helena Marques ao marido no final da sessão de lançamento do seu mais recente romance, O Bazar Alemão: sincera, cúmplice e engraçada (o marido estava escondido na sala, presumivelmente corado). Fico sempre com a lágrima ao canto do olho e ao mesmo tempo cheia de fé nas pessoas quando ouço alguém falar sem problemas da pessoa de quem gosta, porque os portugueses, habitualmente contidos, parece que têm vergonha de mostrar o que sentem, e a excepção é realmente uma lufada de ar fresco. Deve ter sido por isso que, quando publiquei um dos meus livros de poesia, alguns críticos escreveram que aquele era um acto de grande coragem. Pois não acredito que nenhuma destas duas senhoras tenha precisado de coragem para falar dos amores da sua vida. E eu também não.

10 comentários

Comentar post