Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Horas Extraordinárias

As horas que passamos a ler.

23
Set10

Bragatela

Maria do Rosário Pedreira

Paulo Moreiras – um autor de quem publiquei vários livros (de ficção e não ficção) – encontra-se presentemente na Ledig House (uma residência de escritores nos Estados Unidos) e escreve-me regularmente de lá. As suas mensagens são sempre poderosas e não raro incluem descrições absolutamente suculentas de comida, pois trata-se de um autor que é também um bom garfo e um curioso da gastronomia (mesmo no país do hamburger). Disse-me, numa das últimas mensagens, que o seu lindíssimo Livro da Ginja está a fazer furor entre os seus colegas de residência – e não me admirei, pois o Paulo tem uma forma especial de nos fazer gostar de tudo aquilo de que ele próprio gosta e já os deve ter convencido a provar aquele elixir vermelho, escorregadio e saboroso. Mas o que sinceramente desejo é que este período na Ledig House o leve a iniciar (ou prosseguir) um projecto por que há muito anseio – o seguimento de A Demanda de D. Fuas Bragatela, romance picaresco sobre um herói medieval capaz de virar tudo do avesso e sair ileso das piores situações. Na crise em que nos encontramos, precisamos de obras com humor e inteligência – e já estamos há demasiado tempo à espera desta.

1 comentário

Comentar post