Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Horas Extraordinárias

As horas que passamos a ler.

22
Mar11

As maravilhas do subúrbio

Maria do Rosário Pedreira

Conheço Pedro Vieira como bloguista, sobretudo no Irmão Lúcia, onde nos delicia com um humor que faz inveja a qualquer um – e agora também como apresentador de um programa sobre livros no Canal Q, que dá pelo nome Ah, a Literatura! Mas ele é também escritor e acaba de publicar o seu primeiro romance, curiosamente intitulado Última Paragem: Massamá. Dele, disse Pedro Mexia numa crítica recentemente publicada que era um bom livro, mas um mau romance. Não iria tão longe, embora perceba perfeitamente o que está por detrás dessa afirmação. Pedro Vieira talvez tenha desperdiçado as suas muitas qualidades numa história que me pareceu ligeiramente ultrapassada e faria mais sentido há dez ou quinze anos; porque ele é francamente inteligente (não teria o humor que tem se o não fosse), de uma perspicácia invulgar (e o subúrbio é, para alguém assim, uma vítima perfeita), corrosivo quanto baste e, além disso, evidentemente culto. E, mais ainda, percebe-se que sabe muito bem o que é escrever um livro, sem soluços, sem palha e com grande domínio da estrutura. Eu gostei deste, mesmo assim, mas agora fico à espera do seguinte, que vai ser – tenho a certeza – ainda melhor.

15 comentários

Comentar post