Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Horas Extraordinárias

As horas que passamos a ler.

24
Mar11

Catequizar

Maria do Rosário Pedreira

O Centro Nacional de Cultura tem um interessante programa, no qual leva consigo numa viagem anual de longa duração um escritor e um artista plástico que, mais tarde, produzem um livro em conjunto sobre a sua experiência. No ano em que Miguel Real foi o escritor convidado (a pintora foi Graça Morais), publiquei esse álbum belíssimo (As Missões) que tratava das missões católicas na América do Sul (e que o filme A Missão resume bem). A propósito de evangelização, contaram-me recentemente uma história extraordinária. Séculos depois destas missões dos jesuítas na Argentina, descobriu-se uma tribo no Norte do país que nunca tinha sido catequizada. Então, uma igreja protestante resolveu tentar a sua sorte e partiu para o local acompanhada de um tradutor. A população era pacífica e, após ter sido informada do objectivo do pastor, ouviu demoradamente a respectiva pregação. Terminada esta, o membro da Igreja pediu ao tradutor que indagasse os efeitos da prédica entre os nativos, e este afadigou-se a interrogar o chefe da tribo. Mas a resposta foi bastante inesperada: “Ele coça realmente bem, mas, infelizmente, não é no sítio onde temos comichão.”

1 comentário

Comentar post