Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Horas Extraordinárias

As horas que passamos a ler.

13
Fev17

Amor, amor

Maria do Rosário Pedreira

Amanhã, como todos sabem, é Dia dos Namorados – uma celebração do dia de S. Valentim que, quando eu era jovem, não existia por cá, mas que, mal apareceu, passou a ser obrigatória (suponho que os comerciantes gostaram da ideia de fazer mais uns cobres). O Museu Nacional da Imprensa, no Porto, resolveu então pegar nesta data como ponto de partida e festejar a criação literária inspirada pelos pozinhos do amor. Nessa medida, promove anualmente um concurso nacional para textos de temática amorosa, sejam em prosa, sejam em poesia, evocando um patrono de respeito: nada mais nada menos do que o poeta Manuel António Pina, também jornalista. Não existem limites de idade (podem concorrer tanto crianças como adultos) nem de número de textos (cada pessoa pode concorrer com tantos textos quantos quiser), e os concorrentes têm de ter nacionalidade portuguesa mas podem residir no estrangeiro. O envio dos textos deve ser feito em formulário próprio entre hoje e dia 19 de Fevereiro e, até ao final do ano, o júri decidirá quem merece o prémio, que será de viagens para duas pessoas (uma espécie de lua-de-mel), livros e CD. Se tem alguma coisa escrita sobre a matéria (o amor, claro), aqui lhe deixo o regulamento. Não custa nada tentar... e Cupido agradece.

 

https://drive.google.com/file/d/0B6nVVUjHu7ngSHgzMWtqOFZGOGM/view

 

Já agora, deixo aqui também o regulamento do Prémio de Poesia Francisco Rodrigues Lobo, organizado com a parceria da nossa querida Livraria Arquivo, cujo prazo de candidatura termina no dia 25 deste mês:

 

http://www.dglb.pt/sites/DGLB/Portugues/noticiasEventos/Documents/DSL2015/Regulamento%20Pr%C3%A9mio%20de%20Poesia%20Francisco%20Rodrigues%20Lobo%202017%20PDF.pdf

 

 

8 comentários

Comentar post