Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Horas Extraordinárias

As horas que passamos a ler.

06
Abr15

Arte com mensagem

Maria do Rosário Pedreira

A expressão «arma de destruição maciça» aparece, de há uns anos para cá, frequentemente nos nossos jornais (por razões que sabemos e nem vale a pena estar a lembrar). Mas haverá uma outra menos comum que, evocando a sonoridade da anterior, é completamente outra coisa: “arma de instrução maciça.” Se não a conhecia, saiba que ela foi criada por um artista argentino ao que dizem um pouco excêntrico, de seu nome Raul Lemesoff, e que o seu objectivo é o de combater a ignorância e espalhar o conhecimento por todo o lado. Trata-se, afinal, de uma espécie de tanque de guerra cultural – concebido a partir de um velho Ford Falcon de 1979 – cheio de livros por dentro e por fora (cerca de 900, ao que parece), que percorre as ruas de Buenos Aires conduzido pelo seu criador, desejoso de oferecer livros a novos e velhos. Diz Lemesoff, a brincar, que a sua missão é muito perigosa e que ataca as pessoas de uma forma simpática e divertida. Venham mais artistas como ele criar bibliotecas artísticas e itinerantes e espalhar o “perigo” da sabedoria. Pode ser que assim haja menos guerras reais.

free-book-tank-library-weapon-of-mass-instruction-

 

9 comentários

Comentar post