Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Horas Extraordinárias

As horas que passamos a ler.

15
Jan18

Capas

Maria do Rosário Pedreira

Não há dúvida de que uma pessoa que se apresenta lavada e arranjadinha convoca mais facilmente a simpatia dos outros do que um balda sujinho e com a fralda de fora. Com os livros passa-se o mesmo – e a capa é uma peça importantíssima para captar a atenção do leitor. Mas o marketing ultrapassou há muito o poder da (mera) arte e, infelizmente, as capas foram-se tornando nesta última década perigosamente pobres e semelhantes entre si, já não sendo possível a partir delas compreender muitas vezes o teor do recheio. Mesmo assim, o director de arte do The New York Times selecciona anualmente as capas que acha as mais bonitas ou as melhores em termos gráficos – e são essas que hoje vos mostro no link abaixo. A capa da tradução de O Livro de Desassossego, do heterónimo pessoano, está entre elas. Vale a pena ver.

 

https://www.nytimes.com/interactive/2017/books/review/best-covers.html?smid=fb-share

23 comentários

Comentar post