Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Horas Extraordinárias

As horas que passamos a ler.

27
Mar17

Cuidado com as palavras

Maria do Rosário Pedreira

As novas tecnologias favorecem uma comunicação demasiado rápida, mais reactiva e menos ponderada. Mas até um simples tweet ou um comentário no Facebook deve ser muito bem pensado antes de registado no mural. Um pequeno engano pode gerar uma autêntica desgraça para o seu autor – e, mesmo que ele dê pela calamidade e o oculte ou elimine, a verdade é que nuns segundos já poderá ter sido lido por muita gente. Uma autora de livros de cozinha do Reino Unido, chamada Jack Monroe (parece nome de homem, mas é uma mulher), que é também uma activista política e, ao que se diz, provocadora, ganhou recentemente um processo judicial que interpôs contra uma senhora que a terá difamado no Tweeter. Katie Hopkins, colunista digital, escreveu – em pouquíssimos caracteres, claro – que Jack Monroe teria sido vista a vandalizar um memorial de guerra quando, na verdade, tinha sido outra escritora a fazê-lo. Jack Monroe, que é parente de militares, sentiu-se ofendida, mas Katie, em lugar de se retractar, achou que um tweet era coisa insignificante e não pediu desculpa pelo engano. Resultado: teve de passar por um processo judicial que levou dois anos e foi condenada a pagar uma indemnização de 300 000 libras, embora Jack Monroe diga que não lhe guarda rancor e a queira convidar para jantar (mas Katie deve estar sem apetite). Bem, da próxima vez que escrever nas redes sociais ou até um comentário aqui no blogue, o melhor é pensar bem nas consequências antes de carregar na tecla ENTER. É que uma coisa destas, nos tempos que correm, pode acontecer a qualquer mortal.

15 comentários

Comentar post