Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Horas Extraordinárias

As horas que passamos a ler.

03
Fev15

Derrocada

Maria do Rosário Pedreira

A história tem anos, mas, pelo que sei, apesar das chamadas de atenção desde 2007, quase nada foi feito. Nesse ano, um artigo do Jornal de Notícias alertava para a derrocada iminente da casa onde António Nobre terminara os seus dias, na Avenida do Brasil, à Foz, no Porto, e da qual não se sabia quem retirara recentemente a placa que aludida a que ali residira e morrera o grande poeta do Porto. Na altura, foram enviados pedidos de recuperação do imóvel, bem como a sugestão da sua transformação numa casa que pudesse albergar o espólio do autor de Só, armazenado pela Câmara e indisponível. Era então presidente do município Rui Rio e ministra da Cultura Isabel Pires de Lima. Porém, apesar da insistência, o problema persiste, a casa degrada-se cada vez mais e, embora o espólio (manuscritos, livros, objectos e peças de vestuário) tenha sido transferido para a biblioteca pública municipal, a ruína do edifício e a sua não classificação poderão apagar o rasto de um dos mais importantes nomes literários do Porto. Corre, pois, uma petição para evitar a calamidade, sendo um dos seus signatários o escritor Mário Cláudio. Creio que é de todo o interesse assiná-la e, por isso, aqui deixo o link para todos os interessados.

 

http://peticaopublica.com/pview.aspx?pi=PT75775

15 comentários

Comentar post