Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Horas Extraordinárias

As horas que passamos a ler.

31
Jan18

Empréstimos

Maria do Rosário Pedreira

As bibliotecas emprestam livros desde sempre a quem os queira levar para casa e devolver no fim da leitura (dantes, quem se atrasava pagava multa e quem não devolvia nunca mais podia pedir livros); mas é mais raro, digo eu, alguém emprestar livros seus a uma biblioteca, trazê-los de casa e deixá-los nas estantes para quem se interessar. É o que faz, porém, várias vezes o físico e grande divulgador de ciência Carlos Fiolhais em relação à Biblioteca Rómulo de Carvalho, na Universidade de Coimbra, uma biblioteca especializada em livros de ciência onde, segundo leio, não há espaço para manuais, mas obras que abordem a ciência de qualquer perspectiva, incluindo BD, ficção científica e, dado o patrono, até poesia! Carlos Fiolhais é um homem da Universidade, claro, mas é uma figura que ama os livros (pintava muito bem em jovem e, com o prémio de pintura que ganhou, comprou… livros!) e tem muitas histórias fascinantes para contar sobre essa sua paixão. Leia-se, pois, esta entrevista de Vera Novais que não se pode perder. Como quem deixa um livro novo na estante, aqui fica o link.

 

http://observador.pt/especiais/carlos-fiolhais-fiquei-preso-na-gruta-de-mira-de-aire-parece-que-estamos-sepultados-vivos/

 

7 comentários

Comentar post