Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Horas Extraordinárias

As horas que passamos a ler.

07
Jun17

Estupefacção

Maria do Rosário Pedreira

Vendo a história como ma venderam a mim – e tomara que não seja verdade. Foi um bibliotecário que ma contou e fiquei, no mínimo, estupefacta. Todos os que lêem este blogue sabem que existem editoras que ganham dinheiro com livros pelos quais provavelmente nem passam os olhos, livros que os autores pagam para serem publicados (mediante a compra de um determinado número de exemplares que cobrem os custos de produção – e tudo o que se venda a mais é lucro puro e duro). Esse bibliotecário tem uma velha amiga, cujo filho – um jovem ainda – escreveu um livro; um livro que foi publicado nestes moldes. Houve um lançamento na terra do rapaz para amigos e familiares; e, sendo amigo da mãe, o bibliotecário lá estava. Mas fez a «asneira» de folhear o livro e encontrou não só gralhas, mas erros ortográficos. Estando presente um representante da editora, não resistiu a dizer-lho, ao que ele respondeu simplesmente que o jovem tinha dispensado o serviço de revisão, pois custava mais cerca de 80 cêntimos por página. Estupefacção completa. Este livro está por aí à venda nas livrarias e pode ser comprado por qualquer pessoa. Pode até ser comprado por gente que não domina a sua língua e vai ficar a pensar que algumas palavras que sempre escreveu de determinada maneira se escrevem, afinal, de outra. Para mim, que passo os livros que publico a pente fino – e, mesmo assim, quantas vezes me penalizo com qualquer coisa que inadvertidamente deixei passar – isto chocou-me. Não me vou pronunciar sobre o negócio que vive à custa do ego alheio (se calhar, a cosmética e as curas de emagrecimento também), mas pôr à venda um livro crivado de erros é uma desfaçatez e uma falta de respeito pelo autor e por todos os leitores.

 

P.S. Não me perguntem por Madrid. Não fui. Uma tristeza. Febre e dores em vez de alegria e livros. Enfim, melhores dias virão.

 

41 comentários

Comentar post

Pág. 1/2