Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Horas Extraordinárias

As horas que passamos a ler.

29
Jul16

Férias à vista

Maria do Rosário Pedreira

Amanhã vou de férias e suponho que a maioria dos leitores deste blogue também. Apesar de muitas alegrias (Portugal campeão da Europa de futebol e muitas medalhas no atletismo e no hóquei), o ano tem sido de muito trabalho, e não só estou a precisar de descansar fisicamente como a precisar de tempo para me concentrar num livro que espero começar em breve (depois conto). Não vou, por isso, regressar aqui a esta nossa casa comum antes de Setembro – e perdoem-me os Extraordinários a ausência, mas prometo trazer boas novas por essa altura (livros novos e outras leituras). E, porque vou para perto do mar, lembrei-me de me despedir hoje com o livro de John Banville, O Mar, que ganhou há uns anos o Booker Prize e conta a história de um homem que, depois de perder a mulher de uma vida inteira, decide regressar às memórias da infância (quase todos os velhos a buscam no fim da vida) e revisitar uma estância balnear onde passou férias em criança e teve a sua primeira paixão  (por uma mulher que devia ter a idade da sua mãe, mas na verdade não se parecia nada com ela, e uns dias depois pela filha dela). Quem não for para o mar, pode levar por isso O Mar no bolso e, se não vier bronzeado, virá, pelo menos, mais lido e mais rico. Boas férias a quem vai de férias! Bom trabalho a quem fica! O mais importante de tudo: leiam sempre!

 

14 comentários

Comentar post

Pág. 1/2