Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Horas Extraordinárias

As horas que passamos a ler.

25
Jun15

Festas literárias

Maria do Rosário Pedreira

Há umas semanas reparei que, no mesmo fim-de-semana, aconteciam três festivais literários – e disseram-me que os jornalistas culturais andaram a correr de um para outro, tentando cobrir todos e não privilegiar nenhum. Ao mesmo tempo que o Governo se desinteressa cada vez mais pela cultura – houve até uma marcha de artistas e sindicatos protestando contra a falta de apoios do Estado às actividades culturais –, é bom ver que as nossas autarquias dão o passo em frente e organizam por todo o País festivais e encontros que podem ajudar a estimular o público para a leitura e que põem frente a frente leitores e escritores. Leio que entre os dias 4 e 5 do próximo mês se realiza uma maratona de leitura na Sertã – vinte e quatro horas ininterruptas! – que conta com a presença de vários autores, entre eles Francisco Moita Flores, Mário Zambujal e Valter Hugo Mãe. O encontro é aberto a todos os que queiram aparecer e servirá, segundo os organizadores, para partilhar gostos, interesses e experiências. Esta maratona homenageará ainda o designer dinamarquês Niels Fischer, cuja exposição dedicada a Hans Christian Andersen esteve patente na Sertã em 2009. Prevê-se que, nesse âmbito, seja, de resto, lido de hora a hora um conto do reputado escritor infantil.

cartaz_maratona_leitura_serta_web.jpg

 

4 comentários

Comentar post