Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Horas Extraordinárias

As horas que passamos a ler.

14
Abr15

Havíamos de falar

Maria do Rosário Pedreira

Não, não me refiro a Mário de Carvalho e ao seu Havíamos de Trocar Umas Ideias sobre o Assunto (estou a parafrasear), mas até podia ser, porque o post tem tudo que ver com o Belo. Falo, porém, de um Ciclo de Conferências que ocorrem mensalmente, de há cerca de um ano para cá, no Teatro Aveirense, ciclo esse organizado pelo Centro de Investigação em Materiais Cerâmicos e Compósitos e a Fábrica Centro Ciência Viva em Aveiro e com a mãozinha de Nuno Camarneiro, investigador na Universidade dessa cidade e também escritor. As conversas, que já se dedicaram a Deus, ao Tempo, ao Conhecimento ou à Solidão, entre muitas outras coisas sobre as quais havíamos de falar e às vezes não falamos, envolvem artistas, cientistas e pensadores que, diante de uma audiência ao que sei entusiástica, trocam ideias sobre esses assuntos e se deixam interpelar por Nuno Camarneiro. Hoje às 18h00 estarei por lá a falar do Belo, essa palavra muito grande onde podem caber poemas e Fellini, mulheres loiras e pintura renascentista. Terei como companheiro o coreógrafo Paulo Ribeiro e desta vez não vai haver desculpas, temos mesmo de falar disso que é a Beleza, sem a qual já não podemos viver.

havemos de falar.jpg

 

 

13 comentários

Comentar post