Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Horas Extraordinárias

As horas que passamos a ler.

05
Dez17

Horas Extraordinárias

Maria do Rosário Pedreira

Comecei este blogue em 2010 – nem acredito que já lá vão sete anos a publicar praticamente todos os dias úteis, excepto durante férias e viagens de trabalho. Não sei se a maioria dos bloggers que começaram há tanto tempo como eu ainda estão activos e, estando, se publicam assim tão regularmente. É um esforço enorme da minha parte, acreditem – e já houve alturas em que pensei desistir ou, pelo menos, desacelerar e começar a publicar apenas duas ou três vezes por semana. Enfim, não perco muito tempo com as estatísticas e desconheço se tenho um número de leitores que compense este trabalho, mas de há uns tempos para cá, desde que a SAPO me pediu para associar ao blogue o meu endereço de e-mail, recebo numerosas mensagens de pessoas que escreveram ou publicaram livros a pedir que os promova aqui no Horas Extraordinárias. Pois bem: embora este seja um blogue de livros e de edição, existe uma regra: nunca aqui falo dos livros que não li. Mais: também aqui não falo de livros de que não gostei (até porque, sendo editora, pareceria estar a dizer mal de colegas ou da concorrência e não acho bem). Mais ainda: não tenho tempo para ler a maioria dos livros que gostaria de ler, por isso tenho ainda menos tempo para ler livros cujos autores desconheço e se me dirigem com fins publicitários. Dito isto, obrigada por darem valor ao blogue: se não dessem, talvez os pedidos de divulgação não chegassem. Obrigada também, evidentemente, aos que continuam aí desde os primeiros tempos.

19 comentários

Comentar post

Pág. 1/2