Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Horas Extraordinárias

As horas que passamos a ler.

13
Nov14

Ler e sobreviver

Maria do Rosário Pedreira

Sabe quem lê que a leitura só traz benefícios, até porque aprender é maravilhoso. O que não é fácil é convencer disso quem diz que não gosta de ler e quem nunca experimentou porque lhe cheira que implica esforço e trabalho e não acredita na recompensa. Faz-se de tudo pelo mundo fora – e desta feita o Canadá montou uma campanha nacional em colaboração com a CBS Books para mostrar que a leitura traz saúde. Construído um gráfico atraente que foi colado por tudo quanto é sítio, nele podemos ver que quem tem hábitos de leitura goza claramente de melhor saúde física e mental, além de provocar mais facilmente empatia nos outros; que bastam seis minutos de leitura atenta para reduzir o stress em 60%, diminuir a tensão muscular e acalmar os batimentos cardíacos; que, para acabar com o stress, a leitura é de facto muito superior a tomar um chá, ouvir música e, principalmente, jogar videojogos. Enfim, além de que ler um livro de que gostamos é uma sensação de deslumbramento incomparável e que saber mais dá muitíssimo gozo (e a felicidade dá saúde também). Agora, quando vejo gente muito mal-encarada, pergunto-me logo se serão não-leitores... O cartaz, se quiserem ver, está no seguinte link:

 

http://www.teleread.com/reading-2/canadas-national-reading-campaign-shows-reading-good-body/

11 comentários

Comentar post

Pág. 1/2