Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Horas Extraordinárias

As horas que passamos a ler.

16
Jul15

Mário Cláudio de parabéns

Maria do Rosário Pedreira

Ontem ao princípio da tarde, tive a bela notícia de que Mário Cláudio vencera o Grande Prémio de Romance e Novela da APE/DGLAB 2014 com a sua novela Retrato de Rapaz, que tive a felicidade de publicar. A felicidade foi maior ainda por dois outros motivos, além da qualidade do romance e de ter sido a sua editora: o facto de haver concorrentes muito fortes (Os Memoráveis, de Lídia Jorge, por exemplo) e também a circunstância de ser a segunda vez que Mário Cláudio arrecadou este galardão (há trinta anos, recebeu-o pelo romance Amadeo, a obra que o tornou um escritor conhecido), proeza que só Vergílio Ferreira, Lobo Antunes e Maria Gabriela Llansol tinham alcançado antes dele. Já aqui escrevi sobre esta belíssima novela na altura em que foi publicada, mas queria aproveitar para lembrar que se trata de um texto sobre o relacionamento do grande Leonardo da Vinci com um jovem discípulo que vai trabalhar para o seu estúdio, bem como sublinhar que a novela premiada é a segunda de um trio, de que fazem também parte Boa Noite, Senhor Soares e O Fotógrafo e a Rapariga. Todos muito bons! Parabéns, Mário Cláudio.

12 comentários

Comentar post

Pág. 1/2