Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Horas Extraordinárias

As horas que passamos a ler.

29
Jan18

Mulheres em alta

Maria do Rosário Pedreira

As mulheres estão em alta. Há mais mulheres licenciadas todos os anos em Portugal e mais mulheres do que homens nas universidades portuguesas. Nos EUA, as mulheres resolveram queixar-se dos homens e tramaram muitos deles para o resto da vida. No Reino Unido, as mulheres escritoras dominam o Top de vendas. A principal responsável é a TV, por causa das séries baseadas nos livros de Margaret Atwood, The Handmaid’s Tale e Alias Grace; mas, nos restantes oito lugares do Top 10, só existe um homem, Murakami. Fazem parte da lista A Serpente do Essex, de Sarah Perry, dois livros (um romance e uma colectânea de poemas) de Helen Dunmore (o facto de ter morrido recentemente não deve ser estranho ao aumento da procura, é um clássico); a eterna Elena Ferrante, Naomi Alderman (que ganhou o prémio de ficção escrita por mulheres com The Power) e ainda Ali Smith, Zadie Smith, Maggie O’Farrell e Arundhati Roy. Nem o Prémio Nobel entregue em Outubro a Kazuo Ishiguro ajudou o sexo masculino desta vez… Talvez tenha começado uma era das mulheres. Nunca se sabe.

 

P.S. Porque já tinha avisado, os comentários que considerei ofensivos e disparatados foram eliminados. Perdoem-me os que comentaram esses comentários e que também desapareceram, mas não fazia sentido deixá-los.

10 comentários

Comentar post