Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Horas Extraordinárias

As horas que passamos a ler.

15
Fev18

Pessoa em Madrid

Maria do Rosário Pedreira

Parece que o grande Fernando nunca terá ido a Madrid, mas Madrid agora tem Fernando e muito mais para mostrar. Trata-se de uma exposição no Museu Reina Sofía intitulada  Pessoa. Toda a Arte É Uma Forma de Literatura, título, de resto, arrancado a um dos heterónimos do mestre, desta feita o meu preferido, Álvaro de Campos. Sabe-se que os espanhóis (pelo menos, os mais cultos) conhecem a poesia de Pessoa, mas não estarão tão familiarizados com os artistas seus contemporâneos, alguns dos quais amigos próximos do escritor ou figuras presentes nas tertúlias do Martinho da Arcada e da Brasileira. Ao que sei, a exposição recebe os visitantes à entrada com o famoso retrato de Pessoa por Almada Negreiros, que também é autor de quadros sobre os três heterónimos mais conhecidos. E não faltará o grandíssimo artista Amadeo de Souza-Cardoso, ou as obras de António Carneiro, Abel Manta, Eduardo Viana, Mário Eloy, Júlio, Santa-Rita Pintor e, bem entendido, o casal Delaunay. Tudo combinado com os desenhos e as cartas de Teixeira de Pascoes, as outras cartas (astrais) do próprio Pessoa, fotografias do poeta e capas das famosas revistas para as quais escreveu que, por vezes, são outras obras de arte. O Museu espera, naturalmente, um público maioritariamente espanhol, mas parece-me que não faltarão portugueses para a visitar, assim o tempo e as finanças permitam.

7 comentários

Comentar post