Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Horas Extraordinárias

As horas que passamos a ler.

15
Set15

Portoguês

Maria do Rosário Pedreira

Não, não me enganei a escrever, nem errei por mera ignorância. A palavra não existe, mas faz parte do título de um dicionário à moda do Porto. Admirado? Não fique; a justificação até tem graça: um grupo de autores (portuenses, suponho) – Ana Cruz, Cristina Vieira Caldas e João Carlos Brito, todos ligados ao ensino – resolveu coligir mais de 1000 termos e expressões de calão da variante linguística dos falantes do Porto e traduzi-los para inglês, apresentando a sua tradução literal (que, segundo leio, dá um resultado risível na maioria dos casos), o seu significado e, por fim, as expressões equivalentes em inglês, com variantes para Inglaterra, Estados Unidos, Austrália e Escócia. A obra intitula-se Dicionário PORTOguês-Inglês e os seus autores acreditam que contribui para a afirmação e a identidade do acervo linguístico dos portuenses, sendo ainda útil aos turistas que visitam a Invicta e que assim podem tomar contacto com a diversidade lexical do português falado na capital nortenha. O dicionário contém ainda capítulos sobre alimentação típica do Porto, bem como algumas histórias e, como não podia deixar de ser, um capítulo sobre futebol.

13 comentários

Comentar post