Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Horas Extraordinárias

As horas que passamos a ler.

27
Nov14

Portugal lá fora

Maria do Rosário Pedreira

Leio numa revista de fim-de-semana que os nossos vinhos foram considerados recentemente dos melhores do mundo e que, em publicações estrangeiras, Lisboa e Porto são dos melhores destinos turísticos que encontrar se podem. Estamos em alta em muita coisa, para variar, e a nossa literatura, pelos vistos, também não deixa a desejar fora de portas. Em Março do ano que vem, num festival que dá pelo nome de «Iberian Suite: Arts Remix Across Continents», José Saramago vai ser homenageado em Washington, numa mostra do que se faz de bom (culturalmente) em Portugal e Espanha, no John F. Kennedy Center for Performing Arts. Mas o Nobel português é apenas uma pequena parte de um programa mais extenso, que incluirá uma evocação de Fernando Pessoa (até porque existem norte-americanos que lhe dedicaram vida e obra, como é o caso de Richard Zenith) através dos desenhos que o artista Vhils fará nas paredes do Kennedy Center a partir de páginas da obra do poeta e dos seus heterónimos. O festival prevê ainda a participação de escritores vivos como Afonso Cruz, José Luís Peixoto, Dulce Maria Cardoso e Gonçalo M. Tavares. Boas notícias para quem às vezes sente que a cultura portuguesa não tem o reconhecimento que merece.

16 comentários

Comentar post