Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Horas Extraordinárias

As horas que passamos a ler.

09
Abr15

Propaganda

Maria do Rosário Pedreira

Logo mais à tarde, pelas 18h30, acontece na Livraria Buchholz o lançamento de um ensaio biográfico de Orlando Raimundo sobre o homem da propaganda de Salazar, intitulado António Ferro: O Inventor do Salazarismo. A apresentação estará a cargo de António Costa Pinto, que conhece bem a figura e o período em causa e, por acaso, há uns dez anos, apresentou igualmente outra obra do autor que reeditei recentemente, desta feita dedicada a Marcello Caetano (A Última Dama do Estado Novo e Outras Histórias do Marcelismo). António Ferro é uma personagem fascinante para quem se queira dar ao trabalho de esmiuçar as suas acções – e o seu quê de impostor (usou a circunstância de ter sido editor da revista Orpheu, o que aconteceu apenas no papel – e por ser menor de idade e inimputável – para se enaltecer e conseguir chegar a muitos lados) anda sempre a par do seu poder criativo e da sua genialidade. Rodeou-se dos melhores homens da cultura do seu tempo e soube trazê-los, diria eu, para o lado errado (sempre os artistas gostaram de um certo mecenato, enfim), mas a verdade é que muitos deles produziram nesse tempo coisas inesquecíveis (a título de exemplo, filmes como A Canção de Lisboa ou mostras como a Exposição do Mundo Português). Por isso, se tem curiosidade sobre este homem de muitas facetas, venha ouvir falar dele mais logo ou leia o livro, que vale muito a pena.

Convite_Inventor.jpg

 

6 comentários

Comentar post