Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Horas Extraordinárias

As horas que passamos a ler.

30
Nov16

Uma família em Istambul

Maria do Rosário Pedreira

Já toquei o assunto deste livro na semana em que saiu para os escaparates, mas faz sentido trazê-lo de volta, uma vez que hoje fazemos o seu lançamento público em Lisboa. A Escada de Istambul, assinado por Tiago Salazar – um viajante que decidiu dedicar-se finalmente à ficção – fala-nos de uma família muito especial, a dos judeus Camondo que, sucessivamente expulsos das cidades onde se foram instalando ao longo do tempo (na Península, em Itália, na Turquia), acabaram por conseguir regressar a Istambul e praticar a filantropia e o ensino livre das religiões enquanto fabricavam fardas para a tropa do sultão otomano. No seu rasto, deixaram, entre colecções fascinantes de obras de arte e peças de mobiliário e decoração extremamente valiosas, duas escadas muito especiais, destacando-se a de Gálata, bairro da cidade turca, a que Tiago Salazar foi dar numa das suas viagens e cuja história o levou até este romance. E, quando atrás disse “rasto”, foi porque os rastos são tudo o que hoje podemos encontrar destes Rothschild do Oriente, ricos e sábios, mas infelizmente condenados ao desaparecimento nos tempos tenebrosos do Holocausto. O livro, não por acaso, é apresentado mais logo por Esther Mucznik, vice-presidente da Comunidade Israelita de Lisboa. Apareçam!

 

Escada istambul_convite.jpg

 

3 comentários

Comentar post