Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Horas Extraordinárias

As horas que passamos a ler.

03
Jan12

Unidos pelos livros

Maria do Rosário Pedreira

Em livrarias, museus, bibliotecas e vários outros espaços públicos e privados, reúnem-se de há uns anos para cá comunidades de leitores que, com a ajudinha de um «literato», analisam obras literárias e partilham opiniões sobre o que lêem. Podem ter o seu poiso na capital (como no caso das sessões que Filipa Melo organiza na Almedina do Saldanha, por exemplo), mas estão espalhadas por todo o País e têm como organizadores jornalistas (Helena Vasconcelos costuma seguir um grupo na Culturgest e Miguel Carvalho na Almedina do Arrábida Shopping), escritores (valter hugo mãe acompanha uma comunidade em Gondomar) ou gente simplesmente lida (Maria João Seixas orientava há uns anos as sessões na Biblioteca de Almada). Tive a alegria de participar em alguns destes encontros e fiquei emocionada com as conversas à volta dos livros, sobretudo as que partiam de pessoas que só então começavam a ler regularmente e estavam tão fascinadas com a experiência que não se calavam um minuto, querendo partilhar o entusiasmo. E outra coisa que descobri é que muitas daquelas pessoas, se ali não fossem, estariam irremediavelmente sós (mesmo que com um livro nas mãos), representando também a comunidade de leitores uma espécie de grupo de amigos com afinidades que se encontra para um bom serão de conversa. Parabéns, pois, aos que as organizam.

15 comentários

Comentar post