Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Horas Extraordinárias

As horas que passamos a ler.

16
Jan12

A Terra treme

Maria do Rosário Pedreira

Quando era miúda, houve um grande terramoto em Lisboa e a minha mãe e a minha avó acordaram-nos a meio da noite, nem sei bem se para nos levarem escada abaixo para a rua, seis andares a correr, se para morrermos ali todos juntos (todos, não, porque o meu pai, por acaso, estava a ouvir fados na Parreirinha de Alfama, que então ficava aberta até altas horas). Caíram dos nichos as santas e abriram-se rachas nas paredes, mas, graças a Deus, não nos aconteceu mal nenhum (nem ao meu pai, que ainda trazia caliça no casaco quando chegou a casa). Mas houve um terramoto bem maior do que este, todos sabem, em 1755, e é dele que fala A Voz da Terra, de Miguel Real, que acaba de conhecer a sua quarta edição (primeira na Dom Quixote) e estará disponível dentro de dias com uma nova e bonita capa. A reedição reveste-se de importância não só por se tratar de um livro bom e premiado que se encontrava esgotado, mas porque algumas das personagens que por lá deambulam pertencem também a A Guerra dos Mascates, que saiu em Setembro último, embora aqui estejam mais novas. E, porque não é bonito privar os leitores da sua história completa de vida, ou quase completa, aqui está o livro no qual se pode saber o que aconteceu a Julinho e Violante. O livro foi finalista do Prémio de Romance e Novela da APE e ganhou o Prémio Fernando Namora no ano em que saiu a primeira edição.

 

7 comentários

  • Sem imagem de perfil

    Joao Courinha 16.01.2012

    Vocês gente antiga e a picardia com os estrangeiros!
  • Sem imagem de perfil

    ASeverino 16.01.2012

    Peço perdão pelos meus deselegantes, espinhosos e decerto politicamente incorretos comentários (que poderão ferir alguns interesses), mas é apenas a minha opinião e aquilo que efectivamente me vai na alma.
  • Sem imagem de perfil

    ASeverino 16.01.2012

    Mas atenção os meus comentários valem o que valem, quem sou eu para ter a pretensão de analisar ou sequer criticar o que escreve um grande intelectual como Miguel Real...é apenas a minha (mais que modesta) opinião.
  • Sem imagem de perfil

    João Courinha 16.01.2012

    Hoje está muito comedido. Nem o reconheço!
  • Sem imagem de perfil

    ASeverino 16.01.2012

    Ó Amigo Courinha não estou nada comedido é também apenas a verdade, eu sou um mero e humilde leitor, que lê alguns livros e por isso às vezes se julga com alguma cultura, mas ao fim e ao cabo é apenas uma "cultura" de almanaque, o que, contudo, não me inibe absolutamente nada de expressar a minha opinião acerca do que leio, mas, repito, opiniões que valem o que valem, não é comedimento é apenas a realidade!
  • Sem imagem de perfil

    João Courinha 16.01.2012

    Assim já gosto mais! Eu na qualidade de escritor épico, vejo-me obrigado a desconhecer isso da humildade. Mas aparentemente fica bem dizer que a temos para dar e vender!
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

    A autora

    foto do autor

    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D