Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Horas Extraordinárias

As horas que passamos a ler.

11
Jun12

Écran grande

Maria do Rosário Pedreira

A Internet e a venda de DVD de filmes recentes veio mudar os hábitos dos portugueses em relação ao cinema. Há hoje imensa gente que não se importa de ver filmes no monitor de um computador, mesmo portátil, e quem já nem frequente as salas de cinema com o argumento de que o DVD do filme fica disponível pouco depois e pode ser visto no televisor lá de casa, sem cheiro a pipoca, à hora que se quiser e até com um chichi pelo meio, com recurso ao botão de Pausa. Mas conheci ao longo da minha vida imensa gente que dizia que ver filmes na televisão era completamente diferente de os ver no écran grande, de preferência às escuras, nas filas da frente, com som a sério e sem interrupções. E não estou a falar desses maluquinhos do cinema que sabem tudo de cor e só frequentam a Cinemateca e as salas que passam filmes independentes. Estou a falar de apreciadores da sétima arte que acham que a tela de grande dimensão faz parte do espectáculo. Pois bem, os defensores do livro em papel (os que recusam a ideia de ler um romance num dispositivo digital, porque precisam do cheiro da tinta e de virar as páginas a sério, e não virtualmente) lembram-me os cinéfilos que não se rendem aos pequenos écrans. Embora saibam que as árvores fazem muita falta para respirarmos, não se convencem com esses pequenos aparelhos que nos dispensam de andar com uma carga às costas (basta ver o peso dos livros escolares nas mochilas dos estudantes) e querem mexer, sublinhar com marcadores, dobrar o cantinho da página e folhear à vontade. Talvez o livro impresso seja o seu écran grande.

2 comentários

  • Sem imagem de perfil

    Paulo Oliveira 11.06.2012

    Nichar deve querer dizer o mesmo que anichar: meter-se num nicho. No nicho dos que só leem em papel, dos que só veem cinema em casa, ou em sala, ou só leem nos kindles , etc. Eu não me quero nichar em lado nenhum e tentarei aproveitar o melhor de tudo, de ler em papel e no kindle , ou de ver cinema em sala e em casa, ou onde quer que me calhe melhor na ocasião.
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

    A autora

    foto do autor

    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D