Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Horas Extraordinárias

As horas que passamos a ler.

15
Out12

Temas de sucesso

Maria do Rosário Pedreira

Há tempos, estive a  moderar uma mesa no Rossio, no âmbito de um festival que comemorava a abertura do Ano do Brasil em Portugal. Na mesa, além dos portugueses João Tordo e João Ricardo Pedro, estavam três escritores brasileiros: João Paulo Cuenca, Amílcar Bettega e Paulo Lins, sendo que o último não é um ficcionista, embora tenha visto o seu livro Cidade de Deus adaptado ao cinema e, também por isso, transformado num sucesso de vendas. Cidade de Deus é o nome de uma favela carioca onde Paulo Lins cresceu e sobre a qual, já depois de licenciado, fez um aprofundado estudo antropológico que, contra todas as expectativas (do ensaio nunca se espera grande repercussão), acabou por ser um best-seller. Agora, passados vários anos, Paulo Lins regressou com um novo livro – como ele diz, com páginas e páginas de bibliografia –, mais um estudo com todas as condições de se tornar um must-read, sobretudo no país de origem. Trata-se de Desde Que o Samba É Samba e fala, claro, dessa coisa maravilhosa que todos invejamos e que só o Brasil possui: o samba... A capa já dá vontade de dançar – e diz quem leu (infelizmente ainda não é o meu caso) que se lê como um romance.

 

5 comentários

  • Sem imagem de perfil

    Paulo Oliveira 15.10.2012

    Eheh! realmente a capa é linda, mas os sapatinhos pontiagudos dos dois pintas apontam claramente o lado "hispânico" do continente. Salvam-se talvez as ancas da moça. Já quanto ao falhado equilíbrio dos pratos da balança luso-brasileira parece-me que será sempre uma utopia, dada a desproporção de números.
  • Sem imagem de perfil

    Pedro Sande 15.10.2012

    Capa bonita com cintura folha de alface, bigodinho à Nassib bonzinho, montanhas rochosas na linha do horizonte, Gabriela no coração e um lado marialva masculino de alunos de Apolo.
  • Sem imagem de perfil

    Jocamartinho 15.10.2012

    Há sensualidade, isso há. Atrevo-me a dizer que aquela guitarra tem qualquer coisa de erótico, se a cortarmos pelo meio da circunferência da boca da acústica. É uma curvatura estranha, não é?
    Não me leve a mal, Maria do Rosário (e a Ana b, a Isabel, Almira e Cristina Torrão), mas hoje deu-me para isto: comentar capas, porque ainda não conheço o interior e o meu lado brejeiro saltou desta guisa para o tablado popular, de rua.
    De qualquer forma, Pedro, tenho de repetir-me e afirmar que a capa é apelativa, naquilo que normalmente dizemos "chamativa".
  • Sem imagem de perfil

    ana b. 15.10.2012

    Por mim esteja à vontade :)

    Quanto ao livro: por acaso até estive muito perto de o comprar. Do que li na livraria agradou-me bastante mas, como já aqui disse, agora só compro os "obrigatórios".:)
    Mas tive pena, garanto-lhe. Se fosse há um ano, ele repousaria, neste momento, na minha estante. O que não quer dizer que estivesse lido: cada vez tenho mais a angustiante certeza que nunca irei ler todos os livros que tenho. Mas que estava aqui, estava. O livro pareceu-me, deveras, interessante.
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

    A autora

    foto do autor

    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D