Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Horas Extraordinárias

As horas que passamos a ler.

13
Mai19

A mãe

Maria do Rosário Pedreira

Bem sei que o Dia da Mãe já lá vai há mais de uma semana, mas dei comigo a pensar nele porque, de repente, parece que a Mãe se tornou tema de uma data de livros que saíram quase ao mesmo tempo ou, pelo menos, nos últimos meses. Falo de uma colectânea de poesia (a primeira, de resto) do editor e escritor americano John Freeman (o senhor que dirigiu a revista Granta e a tornou ainda mais famosa no mundo inteiro) intitulada Mapas (Tinta-da-China), que versa o luto materno, também ponto de partida de dois outros livros: Em Tudo Havia Beleza, romance de Manuel Vilas (Alfaguara) que vendeu milhares de exemplares no país vizinho com o título Ordesa (a montanha aonde o autor ia com os pais) e Filho da Mãe, de Hugo Gonçalves (Companhia das Letras), que é um texto semiautobiográfico. Além destes, descubro ainda o livro Mães Que Tudo, de contos (Companhia das Letras), em que escrevem apenas mulheres. A mãe (salvo seja) posta a render pode dar bons resultados. Os lucros serão nossos, claro.

3 comentários

  • Sem imagem de perfil

    Fernando Costa 13.05.2019

    Força nesse gerador, Pacheco! Não me estou a ver 52 horas sem luz, a bater com o baixo ventre nas esquinas das mesas. Alguma coisa vai mal nesse reino da "dinamarca" e imagino que já alguém de lembrou de dizer qualquer coisa como isto: "quando a água benta é pouca e os diabos são muitos, não há quem os vença".

    Com os desejos de "fiat lux" em sentido literal, despeço-me com um abraço desde este planalto, felizmente sem necessidade de recurso às candeias de barro.



  • Sem imagem de perfil

    António Luiz Pacheco 13.05.2019

    Pois… mas como há 15 dias que não há combustível, as filas nas bombas são quilométricas e há quem passe nelas mais de um dia, o gerador também está restringido aos serviços mínimos… já houve quem adiasse a sua vinda cá, dois técnicos espanhóis por exemplo não vieram fazer uma montagem, virão quando normalizar, dizem…

    Vou - me safando com a reserva de 120 L que possuo, e ontem consegui atestar o depósito e dois bidons de 20 L, graças a dar sempre 100 "paus" aos moços da bomba, aqui chamados "bombeiros" e que eu trato por bombistas (eles riem-se muito, é das coisas que mais fazem, coitados: rir, infantilmente de piadas parvas) . Lá me conseguiram espremer o depósito do posto da Sonangol na Baía Farta e arranjar umas pingas.
    De bombistas felizes, vivemos!

    Abraço às escuras!
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

    A autora

    foto do autor

    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D