Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Horas Extraordinárias

As horas que passamos a ler.

10
Out19

A tradução do ano

Maria do Rosário Pedreira

Publico, como bem sabem os leitores deste blogue, sobretudo livros de autores portugueses; mas de vez em quando dá-me para publicar uma tradução. Por isso, gosto de escolher tradutores que não me vão dar trabalho a ler e reler e corrigir e emendar. Trabalho com um grupinho pequeno e, há um ano e tal, juntei-lhe o Paulo Rêgo, que traduz da língua alemã. Foi quando decidi publicar um romance de Sasha Marianna Salzmann, uma rapariga russa que foi viver para a Alemanha em pequenina e que é conhecida também pelo seu trabalho na área do teatro. Chama-se esse romance Fora de Si e considero-o um dos melhores livros estrangeiros que alguma vez publiquei (não o resumo aqui porque escrevi sobre ele a altura da publicação, basta procurarem). Tenho pena de que não tenha sido mais lido, sobretudo por ter uma primorosa tradução. E não sou só eu que o acho, porque a Associação Portuguesa de Tradutores acaba de anunciar que Paulo Rêgo recebe este ano o Prémio de Tradução pelo seu trabalho neste livro! Parabéns, Paulo, obrigada por mais uma boa notícia esta semana. Mais logo, pelas 18h00, na Sociedade Portuguesa de Autores, lá estarei para ver o tradutor receber o galardão. Venham também.

5 comentários

  • Sem imagem de perfil

    Fernando Costa 10.10.2019

    Desculpe-me o Anónimo - se calha, o mesmo que vem até aqui para criticar, de quando em vez, a Rosário - uma vez que eu não sou propriamente advogado da editora, como também não costumo polemizar a intervenção dos que têm tanto direito como eu a comentar.
    Tirando essa disposição ressabiada, será que alguma obra-prima do aqui Anónimo foi rejeitada pela Rosário?
    Se assim é, procure outra casa editora e brinde-nos com essa obra, a qual, se obtiver sucesso, constituirá então um insucesso da MRP. De resto - repito-me - tem todo o direito de contradizer, mas fazê-lo com frequência (se for o mesmo), a sua mensagem não obtém o que pretende porque, em vez de achincalhar, eleva.
  • Sem imagem de perfil

    Anónimo 10.10.2019

    Não escrevo romances ou qualquer outro género literário e não sou sempre o mesmo.
  • Sem imagem de perfil

    Anónimo 10.10.2019

    Aí é que você se engana. Até pode ter boas razões para ter vergonha de dar a cara, mas é sempre o mesmo, garanto-lhe. Esse é o fado dos anónimos. Uns cansam-se, outros morrem de máscara.
  • Sem imagem de perfil

    Anónimo 10.10.2019

    E, já agora, o anónimo das 17:12 tem rosto e tem nome: sou eu, João Pinto Coelho. Passe bem.
  • Comentar:

    CorretorEmoji

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.