Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Horas Extraordinárias

As horas que passamos a ler.

11
Jun14

Aproximar os autores dos leitores

Maria do Rosário Pedreira

Na minha adolescência, lia-se muito Dickens (quiçá por influência do cinema, pois todos os anos estava em cartaz Oliver Twist ou Scrooge); e, se hoje tivesse de escolher autores que têm tudo para fazer leitores, não hesitaria em referir Dickens, entre muitos outros. Mas, se vou a uma livraria portuguesa, tenho muita dificuldade em encontrar as obras do escritor disponíveis – e, se estava convencida de que o problema era nacional, descobri recentemente que os próprios britânicos se queixam do mesmo. Ao que parece, os jovens leitores ingleses andam desligados de alguns autores clássicos, como Jane Austen, as irmãs Brontë ou Oscar Wilde (e Dickens, claro), que não vêem como «gente real e que viveu, de facto, neste mundo». Por isso, a British Library resolveu tentar aproximá-los destes tesouros literários que correm o risco de cair no esquecimento, descarregando online cerca de 1200 manuscritos originais, primeiras edições, cartas e ilustrações feitas pelo punho de autores centrais na história da literatura, tornando-os acessíveis aos jovens para quem, hoje, só o digital conta. Vale tudo para fazer leitores.

3 comentários

  • Sem imagem de perfil

    Anónimo 11.06.2014

    Olá Inês,

    A Jane Austen até teve direito à emissão de 6 selos em Fevereiro de 2013, salvo erro, pelos 200 anos da publicação do Pride and Prejudice.
    É uma das escritoras da minha juventude e continuo a gostar de revisitar as suas histórias, quer em livro, quer em filmes ou séries.
    Antonieta
  • Sem imagem de perfil

    maria inês 11.06.2014

    Olá Antonieta,

    A Jane Austen teve também direito a uma petição para ver a sua imagem incluída nas novas notas £££. Como a nova série não tinha previsto incluir a figura de nenhuma mulher, houve uma campanha para fazer isso acontecer. Está para ser em 2017 nas notas de £5.

    Pode ler aqui sobre assunto: http://www.telegraph.co.uk/technology/10207231/Woman-who-campaigned-for-Jane-Austen-bank-note-receives-Twitter-death-threats.html
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

    A autora

    foto do autor

    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D