Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Horas Extraordinárias

As horas que passamos a ler.

26
Jun14

Blues café

Maria do Rosário Pedreira

Estamos sempre a tempo de apanhar o comboio do passado – e eu estou apostada em fazer ainda algumas viagens que deveria ter empreendido há muitos anos. A Feira do Livro ajuda-me normalmente a recuperar o tempo perdido com os seus saldos, e este ano não foi excepção. Por uns míseros euritos – já não sei se dois, se três –, comprei essa pequena maravilha que faltava às minhas leituras (sim, é uma vergonha, e nem tenho desculpa, pois foi um dos livros de juventude do Manel) chamada A Balada do Café Triste, de Carson McCullers, escrito em 1951 (a tradução é de José Guardado Moreira, embora o escritor José Rodrigues Miguéis tenha traduzido outros livros da autora) e considerado por Tennessee Williams uma das obras-primas da literatura em língua inglesa. As personagens tinham tudo para dar errado – uma estrábica, um corcunda e um ex-presidiário – mas a verdade é que ficam ao nosso lado todo o tempo como amigos que não queremos deixar e dos quais nos vamos apiedando à vez (ou com os quais nos vamos irritando). E, como se estivéssemos dentro do café (que abre as suas portas por acaso e as fecha para sempre depois de um combate desigual), vamos prestando atenção a todos os que por lá se sentam bebendo o whisky que Miss Amelia destila (a muitos as mulheres não os deixam beber em casa) e acompanhando, com respeito e alguma mágoa, a vida desta rapariga rica do Sul que esteve casada apenas dez dias e se apaixonou uns anos mais tarde por uma criatura bastante atípica. Mas não é a história que importa, é uma maneira de escrever brilhante, com apartes inesperados, interpelações curiosas ao leitor e descrições belíssimas. Tristes, como o café, ficamos por ser tão pequenino, tão rápido de ler.

8 comentários

Comentar post

A autora

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D