Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Horas Extraordinárias

As horas que passamos a ler.

27
Jun18

Coitado

Maria do Rosário Pedreira

Já não sei quem era que, quando alguém na minha família se referia a um tipo com pouca sorte como "coitado", imediatavamente ripostava: "Coitado é corno." Não sei se foi por isto, mas, ao crescer e interessar-me pelas origens da língua portuguesa, fiquei com a sensação de que este adjectivo, "coitado", estivesse de alguma forma ligado etimologicamente à palavra "coito" e, nesse sentido, traduzisse o estado de alguém cujo cônjuge tivesse ido buscar parceiro sexual (para o coito, portanto) fora de casa... Não é totalmente mentira: a palavra "coitado" é definida pelo dicionário como "desventurado", "desgraçado", mas também como "homem traído pela mulher"; no entanto, o vocábulo "coitado" não deriva de "coito", como eu pensava, mas do provençal "coitar" (desgraçar, magoar, causar "coita", desgosto, a alguém), que, por sua vez, provém do latim vulgar "coctare", que significa empurrar, impelir, obrigar, violentar (mas não tem a ver com o "coito", insisto, embora assim de repente pudesse parecer que sim, tantas são as confessadas relações sexuais forçadas em todas as épocas e geografias). O "coito", ao que parece, vem, porém,  de "coitus", que é qualquer coisa como unir-se, juntar-se (é isto a cópula, enfim) e, na origem, "ir na companhia de". Já o "coito" de quando se joga às escondidas (que estranho pensar hoje a quantidade de vezes que gritei "Coito!" na infância....) tem a ver com segurança (com "acoitar", estar protegido), embora se possa sentir "acoitado" um homem cujo coito corra bem, digo eu, e sobretudo com a legítima, para não se tornar "coitado". A língua portuguesa, já dizia o outro, é muito traiçoeira.

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

A autora

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D