Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Horas Extraordinárias

As horas que passamos a ler.

20
Fev18

Correntes 2018

Maria do Rosário Pedreira

E pronto, amanhã lá se inauguram mais umas Correntes d'Escritas que, quando começaram, só tinham um elo ou dois e agora dão voltas e voltas à nossa cabeça (desculpem a metáfora um bocado frouxa com «correntes»). Não perco um destes encontros por nada deste mundo e sempre vou tendo a alegria de todos os anos convidarem autores que publico, sobretudo quando têm livros novinhos em folha para lançar por lá. É o caso, por exemplo, de Isabel Rio Novo, cujo romance A Febre das Almas Sensíveis, finalista do Prémio LeYa, acaba de sair (também haverá lançamento no Porto no dia 26, nos Armazéns do Castelo, ao lado da Livraria Lello, às 18h30). Mas irão igualmente Miguel Real (um repetente) e Paulo M. Morais (um estreante). Além deles, muitos outros autores que não são publicados por mim, portugueses, brasileiros, espanhóis, africanos, latino-americanos, enfim, de Abrãao Vicente a Vítor Quelhas (por ordem alfabética), os convidados são às dezenas, com destaque para o casal espanhol Elvira Lindo + Munõz Molina (um luxo), a conversa inaugural com Luís Fernando Veríssimo, o espectáculo musical e literário de Inácio Loyola Brandão & companhia, e ainda mesas-redondas, lançamentos de livros, sessões de poesia e muito mais. A partir de amanhã e até dia 26, não haverá blogue, lamento. No regresso, contarei tudinho.

 

P.S. Para quem esteja no Porto, no dia 24, sábado, às 17h00, haverá uma sessão do Porto de Encontro dedicada à minha poesia. Se puderem, apareçam.

 

27654674_10210168292396103_8341479193514058048_n.j

 

5 comentários

Comentar post