Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Horas Extraordinárias

As horas que passamos a ler.

06
Mar20

Crónica e agradecimento

Maria do Rosário Pedreira

Hoje é dia de crónica. Aqui vai o link:

https://www.dn.pt/edicao-do-dia/15-fev-2020/maes-e-filhas-11819210.html

Aproveito para agradecer aos Extraordinários a falta de histerismo e a calma desejável em situações como a actual. Na verdade, estava à espera de que, mal se soube da notícia de que Luís Sepúlveda estava infectado depois de ter estado nas Correntes com o vírus que anda a fazer das suas no mundo inteiro, aqui no blogue me viessem falar do assunto, perguntar se tinha estado com ele e dar conselhos. Mantiveram a discrição, e ainda bem. Eu estou ainda de quarentena (o período de 14 dias acabará amanhã à noite), mas bem, a trabalhar a partir daqui, e vigilante. Todos os dias nos liga alguém do SNS a saber como estamos, medimos a febre, lavamos as mãos, estamos atentos. Queremos que Luís Sepúlveda recupere depressa, isso, sim. E que desse lado, nenhum Extraodinário se veja na iminência de apanhar o vírus ou conhecer alguém que o tenha, pois é bem chato o isolamento. Boa sorte a todos.

3 comentários

  • Sem imagem de perfil

    Anónimo 06.03.2020

    É verdade que me questionei se a Maria do Rosário teria de alguma forma sido afectada pelo facto de ter passado pelas Correntes de Escrita e do Luís Sepúlveda ter apanhado o coronavírus. Mas tive pudor de perguntar e imaginei que chegaria uma altura em que falaria voluntariamente nisso. Folgo em saber que está bem!
    E gostei muito desta crónica. Eu também nunca tive Nenucos nem Barbies, e não achava graça nem a uns, nem a outras. Mas tive uma Nancy, que adorava. Lembro-me de a pintalgar toda quando tive varicela, para ficar igual a mim, e lembro-me do choque de ver a minha prima, que dizia que queria ser cabeleireira quando crescesse (depois tornou-se advogada), cortar o lindo cabelo comprido da dela, e fazer-lhe uma espécie de madeixas… bons tempos!
    Filipa
  • Sem imagem de perfil

    Anónimo 06.03.2020

    Ah, e eu tinha uma outra boneca, anterior, chamada Mimi. E como os meus pais, quando me queriam repreender, interpelavam-me com um “Filipa Eugénia!”, única altura em que usavam o meu segundo nome próprio, quando a Mimi se portava mal, eu fazia um ar zangado e repreendia-a com um “Mimi Ochéna!”. Desta história eu não tenho memória, mas a minha mãe conta-a muitas vezes, achava-lhe imensa graça. Brincar com bonecas era uma coisa boa: alimentava a nossa imaginação, e testava a nossa inteligência. Espero que ainda o seja.
    (nota: o meu texto anterior não era suposto responder ao do Pedro Neves mas sim directamente ao post da Rosário, foi um lapso meu).
    Filipa
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

    A autora

    foto do autor

    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D