Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Horas Extraordinárias

As horas que passamos a ler.

21
Nov18

Falar para quem não ouve

Maria do Rosário Pedreira

O mais recente romance a vencer o Prémio LeYa (Torto Arado, de Itamar Vieira Junior, que publicaremos em Fevereiro de 2019) tem como protagonistas duas irmãs, Belonísia e Bibiana, uma das quais não fala. Mas não por ser surda, pelo que não é preciso usar com ela linguagem gestual. No entanto, é justamente a linguagem gestual que aqui me traz hoje, pois recebi a boa notícia de que vai estar online o primeiro dicionário de linguagem gestual e, portanto, todos nós – leigos na matéria – vamos poder aprender a comunicar com quem não ouve. A façanha deve-se agora à Infopédia, que apresentará a tradução para linguagem gestual de mais de 5000 palavras. Tanto quanto percebi pelo artigo do jornal, aparecerá um pequeno vídeo em que um falante de linguagem gestual dirá a palavra que queremos saber e exemplificará com gestos para que possamos imitá-lo. O dicionário é assinado por Ana Bela Baltazar, que é psicóloga e intérprete de linguagem gestual portuguesa e autora do mesmo diconário na versão em papel, saída para o mercado em 2010 (mas eu não conhecia). Este é o 29º dicionário da Infopédia.

12 comentários

Comentar post