Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Horas Extraordinárias

As horas que passamos a ler.

02
Jul19

Grandes autores para pequenos leitores

Maria do Rosário Pedreira

A literatura infantil é pouco valorizada – tendo, sobretudo, em conta que é por ela que se começa a ler (e, se algo falhar então, é provável que os miúdos nem se tornem leitores). Apesar de algumas excepções, os autores de livros infanto-juvenis não são tratados com o mesmo respeito dedicado aos outros escritores e, por outro lado, também não se dá grande importância aos livros infantis escritos por escritores consagrados de literatura adulta. Li um artigo sobre os livros infantis desconhecidos de nomes maiores da literatura universal e cheguei à conclusão de que não tinha conhecimento de grande parte deles. Por isso, escrevo hoje este post para chamar a atenção para isso e dizer que Faulkner e Joyce, por exemplo, escreveram livros para crianças (The Wishing Tree e The Cat and the Devil, respectivamente); Carson McCullers escreveu um colectânea de poesia para os mais pequeninos; James Baldwin, Gertrude Stein, Sylvia Plath, Umberto Eco, Patricia Highsmith – todos eles são autores de pelo menos um livro para os mais novos, muitos dos quais com ilustrações de sonho (a que mostro abaixo é de Yoran Cazac, do livro Little Man, Little Man, de Baldwin), tal como os pouco prováveis escritores de literatura infantil T.S. Eliot, Salman Rushdie, Saramago, Ian Fleming ou Toni Morrison.

 

490e8358204cd54758cc61c40ec9ba12.jpg

 

3 comentários

  • Sem imagem de perfil

    Cândida 02.07.2019

    "É fagueira e embusteira e um pouco pintalegreta, quando cai na ratoneira, senhora de muita treta! Mestre de ladinas artes (...)"
    Esta era uma parte do genérico da bd que passava na televisão, tirada da obra de que fala. Li "O Romance da Raposa" já adulta e gostei bastante. Aquilino Ribeiro era um escritor com E maiúsculo"!
    É, de facto, pena que muitas das obras infantis sejam votadas ao esquecimento.
    Eu gosto de ler livros da literatura infantil e juvenil. Não são a minha leitura preferida, mas gosto. Ainda há pouco tempo li "Sandokan" e "O corsário negro", do Emílio Salgari. É outra forma de ver o mundo!
  • Sem imagem de perfil

    Fernando Costa 02.07.2019

    Certíssimo, Cândida, era essa a entrada ou genérico da série que passou entre 1988 e 1989, desenhada por esse mestre da BD que foi Artur Correia (que adaptou posteriormente para a Bertrand uma banda desenhada) e animada por Ricardo Neto. A raposa não gostava de trabalhar, era mandriona - aliás como muitos políticos do seu País - preferindo ser matreira, fagueira e lambisqueira (como os ditos da política). Havia ainda o Texugo Salamurdo, o inevitável lobo e o corvo, personagens de um fabulário antigo, muito bem adaptado ao romance desse mestre escritor beirão.
    Relativamente aos livros de Salgari, li-os através das bibliotecas itinerantes da Gulbenkian. Acabei por adaptar um para BD, com a chancela Leya/ASA, sendo o único (até agora) adaptado por um português sobre uma obra do autor veronês.
    Confesso hoje, passados estes anos, que essas obras estão fora do contexto ético e social desta época, para além do desinteresse que se vai espalhando pelos jovens com a idade que eu tinha então. É certo que eu (talvez dissesse melhor, nós) como tablet tínhamos aquele arremedo em lousa encaixilhada, onde não havia forma de transformar o escuro do seu "monitor", com que fazíamos as contas de cabeça e escrevíamos com um estilete da mesma matéria. Ah!... E tinha o particular expediente de o "delete" ser um lenço enxovalhado ou a manga da camisa do utilizador.
  • Comentar:

    CorretorMais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

    A autora

    foto do autor

    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D