Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Horas Extraordinárias

As horas que passamos a ler.

28
Mar19

Livros de verdade

Maria do Rosário Pedreira

Se me encontro um pouco cansada (e desconfiada) em relação a muito do que hoje se faz em algumas artes visuais (instalações, instalações, instalações), o meu interesse tem crescido noutras áreas que com essas se tocam, como a arquitectura, o design ou a fotografia. Daí que possa considerar uma excelente surpresa a oferta recentíssima (na verdade chegou anteontem pelo correio) de um livro  – como classificá-lo? – de verdades e recordações assinado (e autografado, ainda por cima!) por Enrico Baleri, um designer e arquitecto italiano. Juro! (é um primeiro volume), foi publicado pela editora Exclamação e prefaciado por Maria Bochicchio, uma professora italiana que vive há muitos anos em Portugal, que é também uma das tradutoras, com José Manuel Vasconcelos e Maria da Luz Machado. O livro tem a aparência de um tijolo, mas é tudo menos pesado ou massudo. Efectivamente, em cada duas páginas, tem «apenas» um título, um texto normalmente curto e uma imagem (fotografia ou pintura). E tão depressa passam por lá filmes de Fellini como árvores amadas ou simples fotografias dos netos do autor, por sinal, bem bonitos. Pequenas lembranças e episódios de vida que servem para trazer o passado para o presente, que são individuais mas inequivocamente universais, eis um livro bonito e diferente que vale muito a pena espreitar e ler aos bocadinhos, degustando. Mas que belo presente.

3 comentários

Comentar post