Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Horas Extraordinárias

As horas que passamos a ler.

18
Jul17

O essencial

Maria do Rosário Pedreira

Já aqui contei uma vez a história de quando a minha mãe começou a descrever uma cena com demasiados detalhes e frequentes desvios (nunca mais chegava ao fim) e o meu irmão mais velho, impaciente, lhe disse que deixasse, por favor, o Proust de lado e fosse direita ao assunto. Tratando-se de criação literária, nem todos os autores são como Proust, evidentemente, mas é muito difícil encontrar um romancista que diga apenas o essencial, que seja contido, económico, seco e mesmo assim agradável. Serão poucas as obras de ficção que não têm aquilo a que chamamos «palha», algumas passagens ou páginas que por vezes nem decorativas são e, portanto, podiam sair; mas, enfim, ficaram lá talvez apenas porque é muito complicado para um autor deitar fora o que escreveu. Por falar em contenção, em reduzir as coisas ao essencial, encontrei por aí esta maravilha que vos deixo abaixo. Devia ser dia de futebol, o padre que ficou sozinho na igreja queria, provavelmente, ir ver um jogo da sua equipa e, além disso, devia andar fartinho das confissões proustianas dos seus paroquianos. É preciso ter muita coragem para afixar uma coisa destas na porta de um confessionário. Mas é de se tirar o chapéu!

 

Attachment-1.jpeg

 

3 comentários

  • Sem imagem de perfil

    Anónimo 19.07.2017

    Boa Pergunta!
    :-) Antonieta
  • Imagem de perfil

    Maria Araújo 20.07.2017

    Quando era criança, confessava-me todas as semanas e questionava-me porque tinha de o fazer pois os meus "pecados" eram tão pequenos quanto fazer as asneiras do costume: brincar.
    Em adulta, ia confessar-me quando achasse que era a hora, mas sempre com aquele sentimento que nunca tinha feito mal a ninguém, tenho os meus defeitos, mas sou educada , não matei, não roubei...
    Um dia, teria 31 anos, o padre fez-me uma pergunta que eu não queria responder.
    Fi-lo por meias palavras e não era nada de mais. Tinha 31 anos! O homem decidiu não me dar a absolvição, disse-me para ir ao padre da minha freguesia.
    Não fui e nunca mais me confessei.
    Desde então, o meu diálogo é com Deus, com a minha consciência.

  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

    A autora

    foto do autor

    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Arquivo

    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2020
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2019
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2018
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2017
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2016
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2015
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2014
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2013
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2012
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2011
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2010
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D