Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Horas Extraordinárias

As horas que passamos a ler.

07
Nov18

O meu gosto

Maria do Rosário Pedreira

A pedido de várias pessoas, quase todas visitantes deste blogue, venho partilhar a lista dos dez livros que escolhi para o programa de sábado passado, O Gosto dos Outros, na categoria "Os 10 Livros mais Importantes da Literatura Portuguesa do Século XXI" (e da qual só um título coincidia com a lista do meu interlocutor, Rui Zink, que deve estar disponível na Net). Porém, tenho de dizer antes de mais que, quando aceitei o convite para esta sessão, percebi que se tratava de obras de autores estreados neste século (o que para mim seria muito mais fácil) e, quando vi que me tinha enganado, fiquei aflita... Assim, a minha lista não é de certeza dos 10 livros mais importantes, porque em dezoito anos haverá certamente muitos que não li mais importantes do que os que li; além disso, nos tempos livres, leio mais livros estrangeiros do que portugueses e menos ensaio do que ficção. Tentei, mesmo assim, listar livros para todas as idades e de vários géneros (esqueci-me do teatro, pois foi) e coisas de que ainda me lembrava bem, uma vez que, ao ir para velha, tenho tendência a esquecer rapidamente o que li uma semana antes, mas a lembrar-me bem do que li há muitos anos. Finalmente, para que não dissessem que estava a puxar a brasa à minha sardinha ou criar zangas com autores, decidi não incluir um único escritor que publiquei (à excepção de Pacheco Pereira, de quem de facto fui editora, mas no século passado, por isso não conta). Tomem lá, para o que der e vier:

 

O Meu Avô – Catarina Sobral

Um livro infantil edificante, e não estupidificante, como tantos.

 

Irmão Lobo – Carla Maia de Almeida e António Jorge Gonçalves

Um livro juvenil que os adultos adorarão ler

 

Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa – Antônio Houaiss (org.)

O melhor instrumento para amantes da língua portuguesa

 

O Futuro da Ficção – António-Pedro Vasconcelos

Um pequeno ensaio negro mas luminoso

 

Álvaro Cunhal: Uma Biografia Política – José Pacheco Pereira

Uma biografia essencial

 

A Morte sem Mestre – Herberto Helder

A despedida de um poeta

 

Uma Viagem à Índia – Gonçalo M. Tavares

O diálogo com os clássicos

 

O Retorno – Dulce Maria Cardoso (escolhido também pelo Rui Zink)

O livro que põe o dedo na ferida

 

As Primeiras Coisas – Bruno Vieira Amaral

O nascimento de um escritor

 

Adoecer – Hélia Correia

A consolidação de uma grande escritora

 

 

 

13 comentários

Comentar post