Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Horas Extraordinárias

As horas que passamos a ler.

26
Out20

Os novos feminismos

Maria do Rosário Pedreira

Uma amiga chegada postou no Facebook a sua gloriosa indignação em relação à estupidez de certas pessoas, acrescentando que seria bom «eliminá-las» das nossas vidas. A sua irritação tinha, claro, razão de ser e prendia-se com um artigo publicado na revista The Economist sobre um livro que defende que as mulheres devem «eliminar» os homens não só das suas vidas, mas das suas mentes! Assina o livro Alice Coffin (um apelido bastante gráfico que evoca um caixão onde a senhora quer meter os homens todos do mundo), e o título em inglês é Lesbian Genius. Nele, a autora diz que já não vê filmes nem lê livros de homens e também não ouve música de homens – e está no seu direito, claro, mas apelar a que todas as mulheres façam o mesmo é paradoxalmente pô-las ainda mais ignorantes do que alguns homens querem que elas sejam… O/a articulista (nunca sabemos quem escreve o artigo nesta revista) antevê um mundo sem Voltaire, Mozart ou Truffaut e não gosta… (nem eu, e sou mulher). Alice Coffin foi despedida da Universidade Católica, onde ensinava, por ter comportamentos totalitários e obscurantistas em relação ao sexo oposto (e não sabemos se quem a despediu era homem); mas não é a única a instigar ao ódio aos representantes do sexo masculino. Moi, je deteste les hommes, um pequeno ensaio de uma escritora francesa (esta mais moderada, porque até é casada com um homem, ou seja, não está ainda pronta a «eliminar» os homens da vida e da mente), está também a fazer furor em França e creio que não faltará muito para que apareça por aí uma tradução. (Ainda bem que já cá não estás para assistir a estas coisas, Simone de Beauvoir. Porque eras capaz de te indispor… O teu feminismo não era nada disto.) Adeus, futuro.

6 comentários

  • Sem imagem de perfil

    Anónimo 27.10.2020

    Olá homónima,
    E talvez a ideia seja mesmo essa e não a exterminação total
    Eu fiz um comentário irónico mais acima, mas a mensagem não passou: chamaram-me doutora - penso que me confundiram consigo... mas não garanto :)
    Talvez um dia cheguemos à igualdade, talvez... às vezes acontecem coisas extraordinárias...

    Um dia bom!
    🍁
    Maria
  • Sem imagem de perfil

    Uma Maria 27.10.2020

    Para não haver confusões entre nós Marias ( LOL ) eu passei a assinar Uma Maria🤣
    Doutores são os médicos, Maria, como a minha filha, por exemplo. 😊Eu sou uma simples licenciada ( das Licenciaturas pré-Bolonha, ou seja, daquelas que duravam 5 anos! ) e não ligo a títulos.
    Mas, às vezes, incomodam-me certas atitudes dos novos Mestres que por aí proliferam. Hoje em dia, ser Mestre é uma coisa vulgar porque todos os cursos estão assim organizados.
    Mas, sobretudo, não se ofenda com coisas que não valem a pena, de todo!
    Tente ser feliz. E os livros trazem muita felicidade.
  • Sem imagem de perfil

    Anónimo 27.10.2020

    Eu só hoje é que vi e ainda me ri, que interesse terá o título académico para uma "discussão" deste género... Dizem que Portugal é um país de poetas (e de doutores, digo eu) e ninguém se convence que não é bem assim: os outros países também têm muitos poetas, nós é que não os conhecemos (veja-se o caso da Louise Gluck); quanto aos Doutores de verdade, temos falta deles e não lhes damos condições para se fixarem cá.
    Obrigada pelo conselho, Maria, vou tentar segui-lo.
    Às vezes tenho a sensação que já a conheço: por acaso não tem uma cadela com um nome muito especial?
    (se não quiser responder, eu compreendo).

    Bom entardecer.
    🐕
    Maria
  • Sem imagem de perfil

    Uma Maria 27.10.2020

    Tenho lido na net muitos poemas da Louise Glück e tenho gostado bastante.
    Em relação ao cão, Maria, não, não tenho. Respeito muito os animais mas não quero nenhum em minha casa 😊
  • Sem imagem de perfil

    Anónimo 27.10.2020

    Obrigada por ter tespondido, não é quem eu pensava.
    Eu tive gatos (um de cada vez) mas já há muitos anos que não tenho nenhum.
    Também já encontrei vários poemas da Nobelizada Louise na net. Cá em casa tinha um na "Rosa do Mundo" mas não sabia: encontrei-o no dia 08/10 procurando no índice do livro.
    O frio chegou aqui.
    ☃️
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

    A autora

    foto do autor

    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Arquivo

    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2020
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2019
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2018
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2017
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2016
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2015
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2014
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2013
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2012
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2011
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2010
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D