Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Horas Extraordinárias

As horas que passamos a ler.

30
Set14

Por mãos alheias

Maria do Rosário Pedreira

Agatha Christie é, provavelmente, uma das autoras que mais exemplares venderam das suas obras (milhões e milhões em todo o mundo). Com a sua morte, em 1976, desapareceram para sempre heróis como Miss Marple ou Hercule Poirot, igualmente celebrizados em filmes, alguns dos quais com grande sucesso de bilheteira. Os herdeiros não pareciam, de resto, interessados em ressuscitá-los, mas eis que uma romancista e poetisa de 43 anos, Sophie Hannah, admiradora da obra da grande senhora do crime, enviou para uma grande editora cem páginas de um original que tinha Poirot como protagonista… Mathew Pritchard, neto de Agatha, conta como a família se sentiu imediatamente arrebatada por esse início de romance e logo se apaixonou pela possibilidade de continuar a obra da sua avó. O livro, intitulado Os Crimes do Monograma, cuja acção decorre em 1929 e abarca três mortes num hotel de Londres, surgiu nas livrarias este mês, trinta e oito anos depois de ter sido escrito o último Poirot pela sua inventora (Crime Adormecido). A obra de Sophie Hannah já foi comprada para 50 países e será traduzida em 30 línguas, oportunidade para os amantes do detective matarem saudades… e os herdeiros de Agatha Christie somarem fortuna, claro.

4 comentários

  • Sem imagem de perfil

    ASeverino 30.09.2014

    Não é o povo anónimo que é desprezado, desprezável é quem tenta inculcar-lhe a escuridão, vender-lhe a prostituição, e tudo o que é desprezível no ser humano...isso é que é absolutamente inconcebível e revoltante.
  • Sem imagem de perfil

    António Luiz Pacheco 02.10.2014

    Sim, em parte! Mas aí é que discordamos, pois eu não vou nessa do "Grande Educador", que faça as escolhas e imponha o que deve ser visto, lido ou ouvido!
    Defendo que as pessoas têm a liberdade e o direito de ouvir o Toni Carreira em vez da Callas, de ler o Rodrigues dos Santos em vez do Saramago, de assistir à casa dos segredos... isso é com elas e com cada um! Eu não gosto... pois não vejo, leio ou oiço... felizmente tenho escolhas, e maus será - isso sim - quando não haja escolha!

    Mas numa coisa concordo em absoluto, é que faz falta haver divulgação, que não haja sobretudo nas escolas a preocupação em que as pessoas conheçam o que há, para ouvir, ler ou ver e assim possam depois escolher, sabendo que há outras coisas. É tão limitador quanto o obrigar a ouvir, ver, ler apenas e só o que alguém entenda que deve ser.

    Um abraço libertário !
    O que
  • Sem imagem de perfil

    ASeverino 02.10.2014

    Eu não quero impor pelo contrário eu desejava que as pessoas pudessem escolher e não podem, porque os "antropófagos sem rosto" não o permitem quanto mais estupidez houver mais facturam.

    Qual é, diz-me por favor, a alternativa à Casa dos Segredos? como é que as pessoas podem escolher coisas sadias, rejuvenescedoras, educativas, o que é que lhes é oferecido para além das casas dos segredos e similares? onde estão as alternativas? se não é isso que esta gente deseja, esta gente que comanda o mundo só quer é facturar e, repito, quanto mais esta gente estiver estupidificada melhor que é o que acontece actualmente (ainda mais que antes do 25, ai ainda se podia ouvir o Vitorino Nemésio e mais uns quantos...).Portanto não se pode enterrar a cabeça na areia e assobiar pró lado
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

    A autora

    foto do autor

    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D