Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Horas Extraordinárias

As horas que passamos a ler.

21
Dez23

Portugal-Espanha

Maria do Rosário Pedreira

Chegou o final do ano e, com ele, vêm evidentemente nos jornais as escolhas dos críticos que elegem os melhores em todas as áreas, e os livros, claro, não são excepção. Porém, como se queixava um dos meus autores um dia destes (e com razão), são quase sempre estrangeiros os livros que os críticos escolhem entre os seus preferidos (e muitos são obras clássicas, nem sequer novidades, apenas novas edições). Já se sabe que há uma certa mania nacional de só prestar atenção e valorizar o que vem de fora, mas realmente custa a entender que a crítica ignore sistematicamente tantos livros bons e portugueses que saíram ao longo do ano. Por mera curiosidade, fui consultar a «Babelia» (suplemento cultural do diário espanhol El País) do fim-de-semana passado e, lá está, a maioria dos livros escolhidos pelos críticos (e são 50!) é de autores espanhóis. Outra coisa curiosa é que um número apreciável de livros traduzidos dessa lista de 50  já tinham saído em Portugal no ano passado, ou seja, somos mais apressados, de novo, em pôr cá fora livros de outras línguas, enquanto aqui ao lado parecem dar mais importância aos escritores da pátria. Pode sempre dizer-se que a Espanha tem mais autores de peso, mas, se relativizarmos, será mesmo verdade? Não será o desinteresse de alguma crítica que acaba também por fazer com que as editoras apostem menos nos autores de ficção nacional e mais na literatura traduzida que já traz o sucesso acoplado? Uma reflexão para os dias que aí vêm.

3 comentários

Comentar post

A autora

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2023
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2022
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2021
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2020
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2019
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2018
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2017
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2016
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2015
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2014
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2013
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2012
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2011
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2010
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D