Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Horas Extraordinárias

As horas que passamos a ler.

11
Mai15

Sinceridade

Maria do Rosário Pedreira

Recentemente, perdemos dois grandes vultos nacionais: Herberto Helder e Manoel de Oliveira. Os jornais deram-lhes naturalmente o merecido destaque, páginas e páginas de artigos sobre a sua vida e obra, com a recolha de testemunhos de figuras de proa, velhos amigos e confrades. Mas, como quase sempre nestas coisas, ao elogio unânime reagiram de imediato algumas vozes escandalizadas, alegando que os encómios eram, na maioria, todos iguais, o que de alguma maneira indiciava que muitos dos seus autores não conheciam assim tão bem nem o poeta nem o cineasta e alguns nem sequer gostavam realmente dos filmes do último. A este propósito, contaram-me recentemente uma história bem curiosa. Há uns bons anos, num evento cultural em França, participavam num debate António Lobo Antunes e Manuel da Fonseca; depois de terem dado o seu contributo, parece que o moderador lhes perguntou o que achavam da obra de Manoel de Oliveira, que em França tinha um enorme sucesso e era objecto de muitos prémios. Manuel da Fonseca resolveu ser sincero e disse que a achava uma grande chatice. Os ouvintes franceses ficaram então completamente chocados e ouviu-se um enorme burburinho na sala, impedindo sequer o moderador de intervir. Foi quando Lobo Antunes levantou a mão, pedindo silêncio à plateia (como sabem, é também um autor muito apreciado em França), que a sala se acalmou para o ouvir dizer: «O Manuel da Fonseca tem toda a razão.» Muitos outros não têm, claro, a coragem de ser assim sinceros.

18 comentários

Comentar post

A autora

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D