Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Horas Extraordinárias

As horas que passamos a ler.

22
Mai18

Um dia para quem cria

Maria do Rosário Pedreira

Hoje, não sei se já sabiam, é Dia do Autor – e a Sociedade Portuguesa de Autores (SPA) vai premiar, a partir das 18h, um monte de autores, começando por celebrar os 50 anos de carreira de Fernando Tordo. Como a SPA faz também hoje 93 aninhos, a festa é a sério e terá o Presidente da Assembleia da República a presidir à entrega do Prémio de Consagração a Pacheco Pereira (autor de livros, artigos e boas ideias). Lerá a mensagem do Dia do Autor o cineasta e autor de livros e resenhas António-Pedro Vasconcelos e será entregue o Prémio José Mariano Gago a um autor de livros científicos. Lançar-se-á uma antologia de poesia lusófona e ainda um CD de homenagem a Zé Pedro, dos Xutos e Pontapés, com dez canções originais. Como se não bastasse, também será conhecido o destinatário do Grande Prémio de Teatro Português e haverá condecorações para Fernando Rosas, Artur Anselmo, Maria Antónia Palla, Carlos Tê, Tino Costa, a Fundação Champalimaud, o Museu da Ciência da Universidade de Coimbra, o Museu do Aljube, a Associação dos Deficientes das Forças Armadas e a Cooperativa António Sérgio para a Economia Social (CASES). Os prémios Pró-Autor irão para o radialista António Miguel, Mário Assis Ferreira, a Feira do Livro de Lisboa e a Monstra. Por fim, o presidente do organismo, José Jorge Letria, falará da importância a nível nacional e internacional da SPA, agora que foi eleita para a vice-presidência do Grupo Europeu de Sociedades de Autores e Compositores, com sede em Bruxelas. Bom dia aos autores e a mim também!

7 comentários

Comentar post