Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Horas Extraordinárias

As horas que passamos a ler.

19
Dez16

Um mês a felicitar

Maria do Rosário Pedreira

Dezembro dá sempre direito a festas, brindes e felicitações. Ele é o Natal, por norma reencontro de familiares, ele é o fim de ano e os desejos de Ano Novo expressos enquanto se mastigam passas com os amigos… Mas não só: e neste específico Dezembro de 2016 há dois autores que têm razões de sobra para festejar e partir para 2017 de cabeça erguida. Falo naturalmente de Frederico Lourenço, o escritor e tradutor que nos trouxe, por exemplo, as obras fundamentais de Homero e está agora a braços com a árdua tarefa de traduzir a Bíblia do grego (um dos volumes já saiu e, para quem esteja sem ideias, dará um excelente presente de Natal) e que ganhou a mais recente edição do Prémio Pessoa. Falo também de José Luís Peixoto, que arrecadou o Prémio Oceanos (o antigo Prémio PT) no Brasil com o seu romance Galveias, no qual retrata a sua terra-natal, que homenageia com uma prosa sublime e musical. É, pois, tempo de os felicitar e desejar que continuem a brindar-nos com a sua arte no ano que vem e por muitos e bons anos.

3 comentários

  • Sem imagem de perfil

    Emílio Gouveia Miranda 19.12.2016

    Excelente apreciação à obra Galveias, que li com enorme prazer e cuja opinião corroboro.
    Já quanto à tradução da Bíblia, pelo génio do Frederico Lourenço, espicaçou-me ainda mais o interesse na compra, dia após dia adiado, tendo em conta que este é um assunto sobre o qual muito li já, incluindo partes substanciais da Bíblia a que até agora tínhamos acesso, pelo interesse enquanto objecto literário, mais do que religioso, dado que, tudo quanto fui lendo ao longo dos anos, me remeteu quase exclusivamente para esta visão apreciativa - de objecto de criação literária de grande interesse, precisamente; de um grande livro de histórias míticas e místicas; de um dos primeiros grandes livros maravilhosos sobre uma visão fantástica da existência do Homem na sua relação com o Sagrado, registo escrito de muitos dos mitos orais, levado a cabo por um conjunto de homens e mulheres eruditos, e que muito ganhou com a história de Cristo.
  • Sem imagem de perfil

    Artur Aguas 20.12.2016

    Obrigado pelo seu comentário. Oxalá o 2017 nos traga boas e surpreendentes novas leituras !
  • Comentar:

    CorretorEmoji

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.